Loja Online de Produtos Naturais, Orgânicos, Sustentáveis, Zero Waste e Cruelty-Free. | Portes Grátis a partir de 35€ para Portugal Continental e 50€ para Ilhas.

Qual o impacto do Óleo de Palma na nossa Saúde?

Escrito em 31 de outubro de 2021

Qual o impacto do Óleo de Palma na nossa Saúde?
O Óleo de Palma é o óleo vegetal mais produzido no mundo e podemos encontrá-lo em metade dos produtos à venda num supermercado. Além de ser responsável por destruir alguns dos ecossistemas mais preciosos do nosso Planeta e levar várias espécies à extinção⁽¹⁾, a produção de óleo de palma é também muito associada à exploração de trabalhadores e trabalho infantil⁽²⁾.

 
Embora seja claro o impacto que a produção de óleo de palma tem a nível ambiental, social e económico, os estudos científicos entram em conflito relativamente aos efeitos que o óleo de palma tem no nosso organismo⁽³⁾, não sendo claro se o mesmo traz benefícios à nossa saúde ou não.
 
Mesmo sendo uma grande fonte de antioxidantes, muitas vezes, as mesmas características que tornam o óleo de palma benéfico, podem também desencadear certas complicações em pessoas com determinadas condições médicas⁽³⁾. Assim, antes de tirarmos uma conclusão, é necessário olharmos tanto para os potenciais benefícios do óleo de palma, como para os seus potenciais riscos.
 

 

POTENCIAIS BENEFÍCIOS DO ÓLEO DE PALMA
 
• Fonte de Vitamina E:

O óleo de palma bruto (não refinado) é rico em β-caroteno e Vitamina E, mas quando é aquecido, refinado ou modificado, perde muitos destes benefícios⁽⁴⁾. A Vitamina E é essencial para manter o sistema imunitário saudável e ajudar as células a comunicarem entre si, e estudos demonstram que ingerir quantidades suficientes desta vitamina pode reduzir o risco de doenças cardíacas e certos tipos de cancro⁽³⁾.
 

• Melhor Funcionamento Cerebral:

A forma de Vitamina E encontrada no óleo de palma bruto, denominada tocotrienol, tem sido associada a uma melhor saúde do cérebro, tendo demonstrado proteger o tecido cerebral contra os radicais livres, de forma mais eficaz do que outros antioxidantes. Um estudo sugeriu que os tocotrienóis encontrados no óleo de palma podem interromper a progressão de lesões cerebrais⁽³⁾. No entanto, é necessário efetuar mais estudos para fundamentar estas descobertas.
 

• Sistema Cardiovascular Saudável:

Alguns estudos sugerem que a Vitamina E que encontramos no óleo de palma bruto pode melhorar a saúde cardiovascular, aparentemente reduzindo, e até mesmo interrompendo, a progressão de doenças cardíacas em alguns pacientes⁽³⁾. No entanto, são necessários mais estudos para fundamentar estas questões.
 

• Melhor Absorção de Vitamina A:

 A Vitamina A é uma vitamina crucial para as retinas e para uma boa visão no geral, sendo esta solúvel em gordura – ou seja, precisamos de gorduras boas na nossa dieta para a absorvermos eficazmente. Assim, o óleo de palma pode ser um bom aliado nesta questão, tendo demonstrado aumentar a quantidade de vitamina A que o nosso corpo consegue absorver⁽³⁾.
 

 

POTENCIAIS RISCOS DO ÓLEO DE PALMA
 
• Elevado Teor de Gorduras Saturadas:

As gorduras saturadas estão associadas a um maior risco de doenças cardíacas e problemas de saúde crónicos. Em comparação a outros óleos vegetais, o óleo de palma tem um elevado teor de gordura saturada, que pode chegar até aos 50% no óleo de palma bruto (derivado do fruto fresco), e aos 80% no óleo de palmiste (obtido a partir da semente do fruto)⁽⁴⁾.
 

• Aumento dos Níveis de Colesterol:

Os elevados teores de gordura saturada são ideais para aumentar os níveis de colesterol “mau” no sangue. Embora estudos demonstrem que o óleo de palma diminui os níveis de colesterol, outros sugerem que pode aumentar os níveis de colesterol “mau”, tendo ainda um estudo revelado que o óleo de palma aumenta os níveis de colesterol em pessoas saudáveis⁽³⁾.
 

• Maior Risco de Doenças Cardíacas:

O óleo de palma fresco, quando comparado com óleo de palma mais antigo, apresenta níveis de tocotrienol significativamente diferentes, sendo que o óleo de palma reaquecido apresenta muito menos benefícios do que o fresco. O óleo de palma reaquecido não só perde os benefícios que tem para o coração, como também pode aumentar o risco de doenças cardíacas, como a Aterosclerose⁽³⁾.

 

Então, qual é a conclusão?

 
Existe uma grande preocupação acerca do impacto que o óleo de palma tem a nível social e ambiental, mas pouco se fala dos efeitos que pode ter na nossa saúde. Muitas vezes, os estudos contradizem-se e entram em conflito, não nos permitindo tirar uma conclusão sólida. Assim sendo, é necessário efetuar mais estudos acerca dos impactos que este óleo vegetal tem na nossa saúde, para concluirmos se, de facto, o seu consumo é benéfico para a nossa saúde ou não.
 
A grande questão é: mesmo se tivesse determinados benefícios para a nossa saúde, será que valia a pena consumirmos produtos com óleo de palma, tendo em conta os efeitos catastróficos que a sua produção tem vindo a desencadear no nosso Planeta ao longo dos anos?
 
Para lerem o nosso artigo sobre os impactos sociais e ambientais que o óleo de palma tem no nosso Planeta, cliquem aqui.
 

 

Digam-nos o que acharam sobre este artigo e partilhem connosco a vossa opinião nos comentários!

 

Nota: Todos os produtos que podem encontrar na nossa Loja Online são 100% livres de óleo de palma. Para conhecerem a nossa gama de produtos naturais e sustentáveis, cliquem aqui.

 

 

- Escrito por Teresa M.

 

- Image Credits: Unknown
 

- Fontes: ⁽¹⁾ Green Palm, in The social and environmental impact of palm oil; ⁽²⁾ World Wide Fund for Nature [WWF], in 8 Things to know about Palm Oil; ⁽³⁾ WebMD, in Palm Oil: Are There Health Benefits?; ⁽⁴⁾ Green Me, in Óleo de Palma: por que é danoso à saúde e ao ambiente?.

 


×